Pedro Sousa atinge novo máximo de carreira

O ranking não engana, e Pedro Sousa faz esta segunda-feira história pessoal, ao tornar-se num merecedor dono da 126.ª posição da classificação mundial. O lisboeta de 29 anos surge pela primeira vez no top 130, empurrados pelos ótimos resultados que vem trançando esta temporada.

Depois de ter conquistado o primeiro Challenger da carreira em abril, em Itália, e na semana passada ter alcançado mais uma final novamente em território transalpino, o número dois nacional sagrou-se campeão este domingo na República Checa.

O top 100 está na mira. “Ainda estou um pouco longe. Faltam-me subir mais alguns lugares e continuar a somar pontos para me aproximar desse objetivo”, disse Pedro Sousa, ontem, após conquistar o seu segundo torneio de nível challenger. Relembre-se que já na semana passada, o jogador do CIF tinha atingido um novo máximo de carreira, ao atingir o 143.º posto do ranking mundial.

João Sousa à porta do top 50

Quem também subiu, e não foi pouco, foi João Sousa. O vimaranense, que se sagrou vice-campeão de Kitzbhuel, na Ásutria, este fim-se-semana, surge no 51.º posto do ranking mundial, graças aos 150 pontos amealhados que o fizeram subir 11 lugares. O número um nacional fica, assim, perto de reentrar no top 50, onde fez questão de se manter durante grande parte dos últimos quatro anos.

Gastão Elias, João Domingues e Gonçalo Oliveira desceram todos duas posições, parando, esta semana, nas posições 173.ª, 183.ª, 247.ª, respetivamente.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *