Os números que estão em jogo na final Federer-Nadal do Australian Open 2017

Roger Federer e Rafael Nadal defrontam-se este domingo, a partir das 8h30 de Portugal Continental, no 35.º episódio de uma das rivalidades mais relevantes da história não só do ténis, como do desporto mundial. Uns preferem um suíço, outros o espanhol, mas todos partem para o encontro com a certeza de que ele vai trazer mais história para esta rivalidade. Não há nada como explicar isso mesmo… em números.

Em caso de vitória…

Federer

  • Aumenta para 18 o seu recorde absoluto de títulos do Grand Slam, passando a ter mais quatro do que Nadal e Sampras;
  • Torna-se no primeiro jogador da história a vencer pelo menos cinco títulos do Grand Slam em três majors diferentes – tem 7 em Wimbledon e 5 no US Open
  • Torna-se no terceiro homem da história a vencer pelo menos cinco títulos no Australian Open – Djokovic e Emerson têm 6
  • Torna-se no primeiro 17.º cabeça-de-série a vencer um Grand Slam desde Pete Sampras, no US Open 2002
  • Regressa ao top 10 mundial, subindo ao 10.º posto. Se perder, será 14.º

Nadal

  • Soma o seu 15.º Grand Slam e isola-se no segundo posto dos homens com mais majors na história do ténis, encurtando para dois a diferença em relação a Roger Federer
  • Torna-se no terceiro homem da história a ganhar pelo menos duas vezes todos os Grand Slams, depois de Roy Emerson e Rod Laver
  • Torna-se no primeiro 9.º cabeça-de-série a ganhar um Grand Slam desde Jim Courier no US Open 1991.
  • Regressa ao top 5 do ranking ATP, subindo ao 4.º posto. Se perder, será 6.º
Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *