Nadal: «Quando venci aqui em 2005 nunca pensei que em 2017 ainda estaria a jogar»

A semana foi longa e trabalhosa para Rafael Nadal, ao ponto de ter precisado de salvar match points para seguir em frente, mas chegados ao último dia do ATP 500 de Pequim é o maiorquino quem vemos com o troféu na mão e o microfone em riste.

Na hora do discurso de campeão, o maiorquino de 31 anos deixou escapar o que os seus fãs terão exclamado em uníssono no exato momento em que viram o match point concretizado diante de Nick Kyrgios: já não era sem tempo!

“Finalmente venci este torneio outra vez”, começou por dizer Nadal, finalista em 2013 e 2015 e campeão há 12 anos. “Quando venci aqui em 2005 nunca pensei que em 2017 estaria ainda a jogar ténis. Estou muito feliz por estar aqui outra vez e pelo título. Quero agradecer a todos por me fazerem sentir em casa. O público foi sensacional durante toda a semana”.

De Pequim, Nadal vai viajar para Xangai, onde chega com seis títulos conquistados este ano (75 no computo geral). “Foi um grande ano para mim, muito emotivo, estou muito feliz por tudo”, concluiu o campeão de 16 títulos do Grand Slam, que foi inclusive campeão medalha de ouro em singulares nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *