Nadal protesta: «Sempre disse que devíamos usar as mesmas bolas em torneios consecutivos»

Com os jogadores da alta-roda do ténis pouco ou nada é deixado ao acaso. Rafael Nadal fez valer isso mesmo quando o vimos voar de Pequim para Xangai a grande velocidade, para ter, de rajada, uma sessão de treinos de quase uma hora antes mesmo de desfazer as malas.

É que se, à primeira vista, são as semelhanças entre os dois torneios asiáticos que saltam à vista, a verdade é que são precisamente as diferenças que fazem a diferença para o maiorquino de 31 anos. Além dos courts em Xangai serem mais rápidos do que em Pequim,  as bolas são de marcas diferentes. O torneio de Xangai usa Dunlop, enquanto em Pequim se joga com Head.

“Sempre disse que devíamos jogar com as mesmas bolas em torneios consecutivos”, frisou o espanhol em dia de encontro com a imprensa. Além de ter de me adaptar a essa mudança, tenho de me habituar ao piso, e Xangai tem dos courts mais rápidos do circuito. Cheguei ontem e treinei 50 minutos para me adaptar. Hoje voltei a treinar, e tem de ser assim se quero estar preparado para o encontro da segunda ronda (ficou isento da primeira)”, disse  Nadal, explicando que precisou de “baixar um pouco a intensidade” dos treinos por ter jogador “muitos encontros em Pequim”.

O número um mundial, finalista em 2009, defronta na estreia do Masters 1000 chinês o jovem norte-americano de 22 anos Jared Donaldson, 56.º da classificação ATP.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *