Nadal: «Quando não se joga bem tem de se compensar com caráter e espírito competitivo»

Rafael Nadal continua a refletir sobre mais uma importante conquista, no último fim-de-semana, durante o US Open. De entrevista em entrevista, o espanhol de 31 anos vai relevando algumas das chaves para o seu sucesso, sem nunca esquecer a principal: o seu caráter.

“Quando as coisas começam a correr mal e não saem como nós queremos, há que mostrar toda a atitude de temos dentro de nós. Sacar cá de dentro o caráter e o espírito competitivo, com a melhor atitude possível. Manter a ilusão e a paixão. É isso que tenho feito ao longo da minha vida”, assegurou o espanhol, em entrevista ao ‘El Mundo’.

O espanhol revelou ainda que está há algum tempo sem falar com Federer. “Não conversamos desde que ele me felicitou por ganhar Roland Garros e eu depois fiz o mesmo quando ele venceu Wimbledon”, assegurou o espanhol.

Sobre o autor
-

Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *