Nadal estreia-se a vencer e cimenta incrível recorde sobre a terra batida

Rafael Nadal até precisou de levantar alguma poeira para tirar do caminho o jovem britânico Kyle Edmund (45.º ATP), por 6-0, 5-7 e 6-3, mas as razões para sacudir possíveis inquietações pós-encontro são muitas e de peso. Este seu primeiro compromisso em Monte Carlo, terra onde levantou até ao momento nove troféus, significou para o maiorquino de 30 anos a chegada à inédita e redonda marca dos 400 embates disputados sobre o pó-de-tijolo.

Dentro das quatro centenas de encontros jogados cabem, imagine-se, 366 triunfos e apenas 34 derrotas, que se traduzem em 91,5 por cento de vitórias na terra batida. Um recorde absoluto com o qual o “rei da terra batida” não terá de se preocupar, já que o segundo e o terceiro da lista são os aposentados Bjorn Borg (86,3 por cento) e Ivan Lend (81,4 por cento), respetivamente.

Os números jogam, definitivamente, a favor de Nadal à medida que o torneio for avançando. Uma eventual vitória no próximo domingo daria ao atual número sete mundial o décimo título no Principado do Mónaco e o 50.º da carreira em terra batida, deixando para trás Guillermo Villas, com quem vai partilhando o recorde de detentor de mais troféus conquistados sobre a superfície ocre.

Para já, a preocupação de Nadal chama-se Alexander Zverev. Os dois defrontam-se pela terceira vez nos oitavos-de-final do Masters 1000 que inaugura a temporada de terra batida. O mais velho e mais experiente dos jogadores lidera o confronto por 2-0.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *