Murray: «Graças à lesão fiquei a perceber o quanto amo o ténis»

As incertezas àcerca do regresso de Andy Murray aos courts continuam a ser uma constante. O britânico está em dúvida para disputar o ATP 250 de Brisbane e vai fazer a ‘prova dos 9’ nos treinos que vai realizar em Abu Dhabi, com Novak Djokovic Dominic Thiem.

O ex número 1 mundial, em declarações ao The Times, reconheceu que a sua temporada de 2017 foi para esquecer. “Estive muito mal na maior parte de 2017. Encontro-me muito melhor mas isto é um processo lento. Preciso de estar saudável para poder lutar pelos meus objetivos, afirmou Murray, que tem muito bem definidas as metas para 2018. “O meu objetivo é competir bem no Open da Austrália e depois voltar a ganhar Grand Slams. Foi um golpe moral muito duro ter saído de Wimbledon a coxear”, desabafou.

O tenista britânico insiste, num primeiro momento do seu regresso, o mais importante é estar a 100%. “O único desejo que tenho é sentir-me bem, sem dores e voltar a desfrutar no court. O que me motiva é ganhar os grandes torneios e sem número 1 do mundo mas agora a única coisa em que penso é estar saudável”.

Murray, também à semelhança de Djokovic, referiu o quanto gosta da modalidade. “Esta lesão fez-me perceber o quanto eu amo este desporto e o quanto eu gosto de jogar ténis”, concluiu o atual número 16 do ranking mundial.

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *