Frederico Marques à GQ: «Quando deixei de jogar não fazia desporto… e os quilos aumentaram»

Frederico Marques, treinador do número um português João Sousa, está durante este fim de semana em Guimarães a apoiar a seleção nacional na eliminatória diante da Áustria. Mas, em entrevista à revista mensal “GQ Portugal”, deixou o presente de lado e recuou no tempo, relembrando a modalidade na qual também desempenhou o papel de jogador.

“Quando deixei de jogar, não fazia desporto e continuei a comer a mesma coisa e os quilos foram aumentando. A minha disponibilidade era toda dedicada ao ténis e, quando tinha um pouco de tempo, pensava em descansar”, começou por dizer o técnico português, que chegou a pesar perto de 100 quilos em 2013, tendo sido forçado a abandonar a competição enquanto tenista devido a uma mononucleose.

Dificuldades à parte, Frederico Marques iniciou a sua carreira de treinador e o sucesso tem sido visível, levando já João Sousa ao melhor ranking de sempre de um tenista português e à conquista de dois títulos ATP. “Estava a tentar ensinar ao João como perder os medos e, para conseguir isso, tinha primeiro de perder os meus medos, dar o exemplo. Aos poucos, comecei a ver que o que estava a fazer era o que também lhe ia transmitir”, confessou.

Muito dedicado também às corridas, com presenças em provas internacionais, Marques admitiu ter sido João Sousa o responsável por este vício saudável. “Ele picou-me ao dizer: ‘Isto é que tu nunca vais conseguir fazer'”, enquanto viam, na televisão, uma prova de longa distância em San Benedetto. “Esse bichinho entrou-me na cabeça e vi a necessidade de mostrar que o ser humano não tem limites”, sublinhou.

O principal medo que ia encontrar, e fiz mesmo por encontrá-lo, era o de realizar algo em que não sabia o que ia acontecer, que era o que acontecia nas finais do João. [Antes da prova,] nunca tinha nadado 10 quilómetros ou pedalado 425 quilómetros. Queria chegar àqueles dias e sentir o mesmo do que o João”, explicou Marques, que tem um grupo no WhatsApp com o nome ATP Runners – reúne alguns treinadores do circuito masculino que se juntam para correr.

Com sangue de desportista, Frederico Marques, que muitas vezes aproveita as horas de sono do pupilo para colocar as corridas em dia, deixou ainda um conselho a quem deseja ter uma vida saudável. “Tudo é possível. É uma questão de termos objetivos a muito curto prazo, dia a dia. É importantíssimo não fazer mudanças drásticas, há que continuar a dar ao corpo um pouco do açúcar ou das comidas de que o corpo gosta”, ressalvou.

Sobre o autor
- Licenciado em Ciências da Comunicação - vertente de Jornalismo - pela Universidade Autónoma de Lisboa. Ténis é a minha vida. Colaborador do site Bola Amarela desde Dezembro de 2011.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *