Federer: «Vitória contra o Nadal no Open da Austrália foi o momento mais importante de 2017»

A final do Open da Austrália de 2017 revolucionou a temporada de Roger Federer. O tenista suíço venceu o seu velho rival, Rafa Nadal, tendo avançado para um ano memorável. De regresso a Melbourne Park, o helvético participou sorteio que decorreu esta sexta-feira para definir o quadro principal.

Numa curta entrevista, Federer admitiu que não gosta de estar presente nos sorteios… mas já sentia saudades. “Não gosto de ir aos sorteios dos quadros, fico nervoso, mas ao mesmo tempo é bom estar de volta a um sítio em que ganhei em 2017. Sinto-me bem fisicamente. O ano passado foi uma surpresa o que se passou aqui, porque não esperava estar tão bem”, afirmou o vencedor de 19 títulos do Grand Slam, recordando um torneio que lhe vai ficar para sempre na memória.

“Sentia-me bem fisicamente, mas pensei que só o jogo e as vitórias não eram suficientes. Provavelmente ia perder em algum momento, nos quartos-de-final ou meias-finais no melhor dos casos, porque me encontraria com o Djokovic, Murray ou Nadal e o meu jogo não ia ser suficientemente bom. Mas a verdade é que foi”.

O tenista de 36 anos relembrou ainda o quinto set da final frente a Nadal e, na sua opinião, foi o melhor set de sempre. “Tive jogos em 5 sets com grandes jogadores e, por isso, a final com o Rafa foi épica. O 5º set foi talvez o melhor set que alguma vez joguei. Depois de 6 meses de descanso, que regresso foi aquele! Foi o maior destaque do ano. Supera Wimbledon e todas as outras vitórias que tive no ano passado”, concluiu.

 

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *