Federer: «Estou à espera que o Novak seja novamente n.º 1 em algum momento»

É no Dubai que vai queimando os últimos cartuchos da pré-temporada, mas Roger Federer já só vai tendo olhos para a terra dos cangurus. Olhos e voz. Através de teleconferência, o suíço de 35 anos falou com os jornalistas australianos sobre o seu retorno à competição e sobre o que espera encontrar neste seu regresso ao circuito.

Sem esconder a surpresa com que assistiu às mudanças no cocuruto do ranking na fase final da temporada, Federer defende que será uma questão de tempo até Novak Djokovic voltar à mais privilegiada posição da tabela classificativa. “Estou à espera que o Novak seja novamente número um em algum momento da sua carreira”.

“Vai ser difícil nos próximos meses, por causa do seu domínio absoluto que deteve no início deste ano. O Andy [Murray] vai, por isso, segurar o lugar durante algum tempo. Mas veremos quem consegue ficar livre de lesões. Vai ser muito renhido durante seis meses/um ano”, acrescentou o campeão de 17 títulos do Grand Slam.

Uma disputada discussão que obrigar os restantes jogadores a trabalhos reforçados. “Se alguém se quiser intrometer vai ter de ganhar dois Grand Slam, por isso está praticamente tudo nas mãos do Novak e do Andy neste momento”.

“Eu estive perto, mas o Novak teve uma sequência incrível, era muito difícil para qualquer um travá-lo. Cada um de nós tem de se reinventar e traçar um plano para vencer o Novak. O Andy mostrou um pouco isso, e fez acreditar os outros jogadores que também podem vencer um Grand Slam”, rematou Federer.

Sobre o autor
- Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *