Djokovic não ficou nada surpreendido com o título de Federer e explica porquê

Novak Djokovic, número dois mundial e uma das maiores desilusões do recente Australian Open, onde acabou (muito) surpreendentemente eliminado na segunda ronda, diante de Denis Istomin, confessou esta terça-feira não ter ficado nada surpreendido com o sucesso de Roger Federer no recente major australiano.

“Não estou nada surpreendido pelo Federer ter ganho o título, porque qualquer pessoa pode estar sempre à espera que ele jogue ao mais alto nível quando está em forma e saudável. Ele esteve fora por seis meses e chegou à Austrália fresco e saudável. Jogou um ténis incrível e só posso dar-lhe os parabéns”, confessou em conferência de imprensa na Sérvia, onde se prepara para a primeira ronda do Grupo Mundial da Taça Davis.

O sérvio releva o feito histórico que foi o reencontro entre Nadal e Federer numa final de Grand Slam, depois de ele próprio ter sido o maior responsável pelo denominado ‘fim da Era Fedal’. “Foi um dos acontecimentos do ano para o desporto. Foi para além do ténis e eles voltaram a mostrar-nos a razão pela qual são dois enormes campeões dentro e fora do court”.

Novak Djokovic é o único jogador do top 10 a participar na primeira ronda da Taça Davis em 2017.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *