Capitão belga deixa aviso: «Vamos lutar até ao fim para virar a eliminatória»

A Bélgica parte com a desvantagem de 1-2 para o derradeiro e decisivo dia da final da Taça Davis, mas o capitão John Van Herck não deita a toalha ao chão, mostrando-se confiante na vitória dos dois último encontros do confronto com a França.

“Não tivemos um bom dia, mas vamos lutar até ao fim para virar a eliminatória”, disse o Herck após o duelo de pares deste sábado, ganho por Richard Gasquet e Pierre Hugues-Herbert por 6-1, 3-6, 7-6(2) e 6-4 frente a Ruben Bemelmans e Joris De Loore. “Estou certo de que [Jo-Wilfried] Tsonga vai jogar o primeiro encontro, mas o segundo vai ser [Lucas] Pouille ou [Richard] Gasquet“, anteviu.

“Tenho a certeza de que o David [Goffin] pode vencer o Jo. Vai ser um encontro de altíssimo nível, um dos mais difíceis desta final, mas vamos dar tudo”, reiterou o capitão belga, que devera optar por Steve Darcis para jogar o quinto encontro, à semelhança do que aconteceu na meia-final com a Austrália.

Certo, para já, é que a equipa adversária tem um trunfo na manga: joga em casa – no estádio de futebol do Lille, Stade Pierre Mauroy. “Nunca é fácil jogar fora de casa, ainda menos em courts como este, com tanto público contra nós. O público puxa muito pela sua seleção”.

 

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *