Boris Becker: «Subestimámos as qualidades de Nadal e Federer enquanto jogadores»

É do Open da Austrália que se fala por estes dias, e Boris Becker não é exceção. A antiga lenda alemã tem muito a dizer não sobre o ténis que se vai jogando neste início de temporada, e que está prestes a jogar-se no primeiro grande palco do ano, mas também sobre o que de mais surpreendente aconteceu no ano passado.

O favorita ao título é, para Becker, o mesmo do ano passado, curiosamente o jogador em quem pouco apostaram na edição passada e que acabou por vencer: Roger Federer. “Acho que é ele”, disse o antigo número um ao jornal Marca. “Vai defender o título e teve uma temporada de 2017 incrível”, acrescentou o ex-jogador, estendendo os elogios a Rafael Nadal.

“Há um ano, seria uma grande surpresa, mas nós subestimámos as suas qualidades enquantos jogadores, e especialmente a sua paixão pelo ténis. Com todos os títulos e conquistas que eles têm, continuam a lutar ao mais alto nível em nome do amor e da paixão que têm pelo ténis”.

Sobre Novak Djokovic, seu antigo pupilo, Becker defende que podem estar ainda reservados altos voos, ressalvando, no entanto, a gravidade da lesão que o fez ficar afastado metade da época passada. “O Novak tem 30 anos, tem muito tempo. Vamos ver como é que o seu corpo reage. A lesão no cotovelo é grave, não é insignificante”, concluiu.

 

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *