Wawrinka: «Seria muito especial ver o Federer de volta à liderança do ranking»

É o assunto do momento. Roger Federer pode regressar ao primeiro lugar do ranking mundial esta semana, caso atinja as meias-finais do ATP 500 de Roterdão. O tenista suíço pode desta forma, voltar ao topo pela primeira vez em praticamente seis anos e tornar-se, aos 36 anos, no líder da classificação mais velho de sempre.

Stan Wawrinka, um dos potenciais adversários de Federer nos quartos-de-final, falou sobre o possível regresso do helvético à liderança. “Ser novamente número 1 seria especial para o Roger, tal como tudo aquilo que ele fez no passado. Seria muito especial vê-lo de regresso à liderança. Os quartos-de-final poderão ser um encontro importante, mas o essencial para mim, é concentrar-me na minha primeira ronda”, admitiu um dos grandes amigos de Federer no circuito.

Stan The Man, em declarações recolhidas pelo site tennisworldusa, voltou ainda a comentar sobre o seu regresso à competição. “Até agora estou contente, estou a fazer tudo bem. Não cheguei ao meu melhor nível, preciso de tempo para isso. Estou a jogar três semanas seguidas pela primeira vez em seis meses. Quero estar preparado para este torneio”, reconheceu o vencedor de três títulos do Grand Slam.

Sobre o autor
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *