Novak Djokovic: «Com Vajda sinto-me seguro em court»

Novak Djokovic fez esta segunda-feira uma das suas melhores exibições dos últimos tempos para derrotar Dusan Lajovic, por 6-0 e 6-1, e assim se qualificar para a segunda ronda do ATP Masters 1000 de Monte Carlo, naquele que foi o seu primeiro encontro de 2018 em terra batida, depois de uma temporada de piso rápido nos Estados Unidos para esquecer, com duas derrotas.

O sérvio de 30 anos mostrou-se contente com o seu desempenho e pelo facto de estar novamente a trabalhar com o técnico eslovaco Marian Vajda. “Faz-me falta encontros, ganhar duelos e por isso estou contente com o que fiz hoje. Precisava disto e não foi tão fácil quanto o parcial indica. Sentia muita falta do Marian e não tive dúvidas em voltar a contactá-lo. Ele conhece-me melhor do que ninguém, dentro e fora do court, pelo que com ele sinto-me muito mais seguro em court. Oxalá possa recuperar a minha melhor versão com ele ao meu lado”.

Djokovic tem encontro marcado na segunda ronda com o croata Borna Coric, que vive nesta altura o melhor momento da sua carreira, depois de meias-finais em Indian Wells e quartos-de-final no Dubai e em Miami.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.