Nadal e o recorde de Federer: «Não devemos esquecer que há outro jogador, chamado Djokovic»

O lugar de Rafael Nadal no topo da história do ténis mundial é um dos assuntos do momento. O espanhol de 31 anos diz que nem sequer pensa nessa situação, o seu tio acredita que ele vai, pelo menos, chegar aos atuais 19 títulos de Roger Federer, mas Nadal não gosta que os jornalistas e analistas se esqueçam de uma terceira pessoa…

“Está tudo a falar dos 19 títulos do Roger e dos meus 16, mas não devemos esquecer que há outro jogador, chamado Novak Djokovic, que tem 12. Ele ainda joga e acredito que volte forte. A minha rivalidade com o Federer é muito especial, mas eu até joguei mais vezes com o Novak do que com ele”, lembrou o espanhol, fazendo uma alusão a Nole, que iniciou 2017 a apenas dois majors de distância do maiorquino.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *