Nadal fez 30 winners em 55 minutos rumo aos ‘quartos’ em Brisbane: «Foi uma barbaridade»

Não restam muitas dúvidas: Rafael Nadal está (praticamente) de volta à forma que fez dele um dos melhores jogadores da história do ténis. Se o título em Abu Dhabi poderia deixar algumas reservas por ser num torneio de exibição, a forma que o maiorquino de 30 anos está a apresentar esta semana no ATP 250 de Brisbane não deixa grandes dúvidas de que Rafa vai lutar pelo título em todos os torneios que entre em 2017.

Depois de uma boa vitória na primeira ronda, diante do sempre complicado Alexandr Dolgopolov, Nadal, já recuperado do jetlag, alcançou hoje uma vitória arrasadora, com uma exibição ainda melhor, ao bater o alemão Mischa Zverev, número 51 ATP, por 6-1 e 6-1, num encontro em que disparou nada mais, nada menos do que 30 winners em 55 minutos.Rafa, que perdeu apenas oito pontos no serviço, não viu sequer a sua elevada agressividade ser penalizada por erros não forçados, já que cometeu apenas… sete.

No final, o touro maiorquino admitiu que hoje tudo foi perfeito. “Difícil apontar algo negativo à exibição que fiz. 30 winners em 55 minutos é uma barbaridade. Quando jogo assim, a única coisa em que tento pensar é em como manter este nível no dia seguinte”.

Para Nadal, vem aí o primeiro grande desafio de 2017: Milos Raonic, campeão em título e número três mundial, que entrou em Brisbane com uma vitória muito fácil, esta quinta-feira. Raonic foi, curiosamente, um dos últimos desafios de Nadal em 2016, já que ambos se defrontaram nas meias-finais em Abu Dhabi, na semana passada, com vitória para Nadal por 6-1, 3-6 e 6-3.

Sobre o autor
-

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social.
Jornalista do Jornal Record desde 2013.
Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *