Imparável. Kyrgios joga MUITO e carrega a Austrália às costas rumo às meias-finais da Taça Davis

Polémico, controverso, muitas vezes imaturo, mas incrivelmente talentoso, Nick Kyrgios, de 21 anos, voltou a mostrar este fim-de-semana estar à altura da ocasião e da responsabilidade na seleção australiana da Taça Davis, ao ser verdadeiramente decisivo na qualificação da sua equipa para as meias-finais da mais importante competição de seleções de ténis do Mundo.

Com a vantagem de 2-1 trazida dos dois primeiros dias em Brisbane, os Estados Unidos, liderados pelo ex-número um mundial Jim Courier, ainda tentaram surpreender, lançando Sam Querrey – carrasco de Kyrgios nas meias-finais do recente torneio de Acapulco – no lugar de Jack Sock, mas o australiano deu boa conta do recado e, perante um ruidoso público local, impôs-se por 7-6(4), 6-3 e 6-4, em cerca de duas horas de encontro.

“É impossível não nos sentirmos motivados por este público. São incríveis. Tive momentos menos bons durante o encontro, mas o Lleyton disse-me sempre para lutar por cada ponto e foi isso que fiz. Significa muito estar nas meias-finais”, confessou o número 16 ATP, que vai passar no próximo mês pelo Millennium Estoril Open.

Nas meias-finais da Taça Davis, agendadas para o fim-de-semana de 13 a 15 de setembro, a Austrália vai receber a Itália ou deslocar-se à Bélgica, dependendo do que aconteça no último dia desse duelo europeu. Para já, os belgas lideram por 2-1.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *