Federer: «O ténis não acaba quando os Big Four se retirarem. Novos jogadores trarão novos fãs»

Roger Federer, de 36 anos, fez esta quinta-feira uma reflexão mais profunda sobre o estado atual do ténis e da importância que os Big Four têm para a fixação de fãs. Na opinião do suíço, número dois mundial, não há razões para entrar em pânico.

“Depois de o Big Four se retirar, o ténis não acaba. Vai ser diferente, mas não pior. Alguns fãs poderão deixar de ver ténis, mas os novos jogadores trarão também novos fãs. A roda nunca pára de girar”, disparou Federer em conferência de imprensa, após apurar-se para os quartos-de-final do ATP Masters 1000 de Xangai.

O helvético acredita que tem jogado bem na China. “Fiz um bom encontro. Servi bem e as trocas de bola foram curtas. É possível que me tenha sentido melhor hoje do que na ronda anterior porque o adversário é diferente. Foi mais fácil para mim”, confessou.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *