Federer: «Quando metes a bola no sítio certo não tens de correr tanto»

Roger Federer, número dois do ranking mundial, continua a provar dia após dia que a idade é mesmo apenas um número. O suíço de 36 anos, que venceu os seus 17 primeiros encontros do ano até à final de Indian Wells, onde só cedeu diante de Juan Martín Del Potro após desperdiçar match points, explicou como se ganha com a sua idade a tenistas quase 20 anos mais jovens.

“Ter experiência dá jeito. O ténis não se resolve apenas com pernas ‘frescas’. Há mais fatores. Quando metes a bola no sítio certo, não tens de correr tanto eles, por seu turno, correm mais. E mais tarde ou mais cedo ficam cansados. É claro que há jogadores jovens de qualidade a aparecer, uns melhores do que outros, mas acredito que a maioria tem excelente futuro”, confessou à margem de um evento de um dos seus patrocinadores.

Federer dá a receita para que alguns desses jovens melhorem. “A altura deles vai chegar. Muitos vão aprender e perceber que até é bom que puxem uns pelos outros. É mais simples do que parece”, assegurou.

Sobre o autor
- Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Jornalista do Jornal Record desde 2013. Entrou no Bola Amarela em 2008 e ainda por aqui está, a escrever sobre a modalidade que verdadeiramente o apaixona.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *