Alexander Zverev reserva bilhete para Londres

O que se previa ser uma jornada bicuda para Alexander Zverev acabou por se revelar um dia duplamente afortunado. Com uma vitória dominadora diante do também jovem promissor Andrey Rublev, por 6-2 e 6-3, o alemão de 20 anos garantiu a passagem às meias finais do ATP 500 de Pequim e, sem demoras, reservou um lugar no ATP World Tour Finals.

“É ótimo para qualquer jogador qualificar-se para um evento tão prestigiado como aquele nós temos em Londres”, disse o atual número quatro mundial. “É uma recompensa por termos mostrado que somos um dos melhores, não apenas por uma ou duas semanas, mas durante o ano todo. Isso é especial. É uma conquista incrível para mim, e penso que também para os restantes jogadores”.

A prova que junta na O2 Arena de Londres os oito melhores jogadores da temporada tem já garantidos Rafael Nadal, Roger Federer e, agora, Zverev, que se torna no mais jovem jogador a garantir um lugar na restrita prova de final de ano desde Juan Martin del Potro em 2008 e o primeiro germânico a fazê-lo desde Rainer Schuettler em 2003.

O níveis de entusiasmo do mais promissor jogador da sua geração não podiam estar menos do que no auge. “O ambiente em Londres é incrível. Estive lá para o prémio que recebi há dois anos [Estrela do Futuro]. Espero que seja igual. Vai ser um torneio muito especial para mim”, reforçou o alemão, campeão de cinco títulos esta época, entre eles os Masters 1000 de Roma e do Canadá.

A mais de um mês do ATP Finals, Zverev tem como preocupação imediata o seu embate com Nick Kyrgios, em Pequim, este sábado. Nadal e Grigor Dimitrov completam o ramalhete do ATP 500 chinês.

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *