Academia dos Champs reconhecida e apoiada pelo ATP

Academia dos Champs é uma das entidades contempladas pelo programa ATP ACES For Charity, que atribuí bolsas para iniciativas de solidariedade. Do vasto número de candidaturas anuais, só um pequeno número é aprovado e entre as nove escolhidas para 2018 está a Academia dos Champsprojecto de integração social apoiado pelo Millennium Estoril Open e  que, desde 2009, tem promovido a inclusão de crianças e jovens em situação de risco através do ténis.

“Para lá da verdadeira diferença que fazemos na vida de cerca de 300 alunos, o reconhecimento dos nossos parceiros é outro dos factores que nos motivam nesta missão de promover a integração social de crianças e jovens em risco por via do desporto. O Millennium Estoril Open tem sido um desses parceiros, sempre presente e disponível a ajudar a Academia dos Champs das mais variadas formas, entre elas candidatando a Academia dos Champs ao programa ATP Aces for Charity. Recebermos esta nova prova de confiança do ATP World Tour, não só atesta a importância do nosso trabalho, oferecendo à Academia dos Champs uma forte exposição internacional, como permite também consolidar a nossa intervenção social, em especial no concelho de Cascais, onde três dos núcleos da Academia dos Champs irão beneficiar de um impacto directo em virtude do apoio do ATP Aces for Charity”, frisou António Champalimaud, fundador da Academia dos Champs.

Academia Dos Champs já tinha sido contemplada em 2013 com uma bolsa do ATP Aces for Charity. Desde então, o projecto elevou de cinco para 10 o número de centros em Portugal, tendo abrangido mais de 260 estudantes no final do ano lectivo 2016-2017, num total superior a 10 mil lições de ténis.

O financiamento do ATP ACES For Charity, no valor de 15 mil euros, será aplicado nos três centros localizados na região de Cascais, concelho onde decorre o Millennium Estoril Open, e cobrirá os custos totais de um ano lectivo nos centros de Alcabideche e Bicesse e de 65% no de Trajouce, alcançando um total de 145 alunos.

“Estamos muito felizes por ver o ATP reconhecer o trabalho que é feito pela Academia dos Champs e por poder reforçar a nossa ajuda ao projecto, promovendo a sua candidatura a este programa. A escolha por parte do ATP confirma igualmente que o Millennium Estoril Open tem um alcance mais alargado do que o mero aspecto desportivo, com um impacto directo muito positivo na comunidade, e em concreto no concelho de Cascais”, lembra João Zilhão, director do Millennium Estoril Open e promotor da candidatura da Academia dos Champs.

Millennium Estoril Open tem apoiado a Academia dos Champs (ADC) desde a sua primeira edição, nomeadamente com:

–         inclusão de alunos ADC nas equipas de apanha-bolas em torneios do Cascais Next Gen Tour;

–         inclusão de 7 alunos ADC nas equipas de apanha-bolas noMillennium Estoril Open, com dois deles seleccionados para a fase final do evento;

–         Inclusão de alunos ADC na equipa de monitores do Fun Center;

–         ‘Coin toss’ com alunos ADC em encontros no Estádio Millennium;

–         Presença ADC no recinto com stand localizado no Fun Center;

–         Presença de jogadores para sessões de autógrafos no standADC;

–         Donativo de 1.000 euros efectuado pela 3Love (promotora doMillennium Estoril Open) durante o  torneio;

–         Donativo em numerário efectuado pela 3Love por via da compra de bonés ADC para apanha-bolas durante os torneios Cascais Next Gen Tour (Lisboa Racket Centre e Carcavelos Ténis);

–         Doação de brindes excedentários do torneio após a realização dos mesmos;

–         Doação de bolas de ténis usadas para utilização nos núcleosADC;

ATP ACES For Charity é uma iniciativa à escala mundial que tem o objectivo de ajudar as comunidades locais onde se realizam torneios do ATP World Tour e reconhecer os projectos sociais apoiados ou geridos por torneios e jogadores do circuito. Desde 2011, o ATP ACES For Charity já distribuiu 85 bolsas, num total superior a um milhão de dólares. Entre projectos contemplados este ano, contam-se a Nick Kyrgios’ NK Foundation, a Fundación Emilio Sánchez Vicario, a Stop War Start Tennis, do tenista paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi, e a Fundatia Curtea Veche, promovida pelo tenista romeno Horia Tecau, que, em 2017, recebeu o Arthur Ashe Humanitarian Award.

Sobre o autor
- Artigo escrito ou editado pela equipa de redação.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *