Afinal, quem é o melhor do Mundo junto à rede?

Em 2008, John McEnroe cometeu o quase sacrilégio de dizer que Rafael Nadal tinha melhor volley do que… Roger Federer, numa altura da carreira do espanhol em que o seu jogo era ainda mais baseado na linha de fundo do que é hoje. “Ele usa melhor as pernas e é quando vai à rede o gesto é mais convicto do que o do Roger”, disparou em direto na televisão enquanto comentava um encontro.

Durante todos estes anos, Roger Federer foi aparecendo mais junto à rede, principalmente desde os tempos em que passou a trabalhar com Stefan Edberg, e, em termos meramente quantitativos, continua a ser o jogador do top-8 ATP – aquele que está presente em Londres – o tenista que mais pontos vence junto à rede.

redeE em termos de percentagem? Aí o caso muda, com a liderança a ser assumida por… Rafael Nadal. O maiorquino, que já tem presença garantida nas meias-finais das ATP Finals – tal como Federer – ganha 73 por cento dos pontos na rede, mais 2 por cento do que Federer e Murray, que aparecem empatados no segundo posto.

Confrontado com esses dados, o próprio Nadal admite que a percentagem não pode ignorar o facto de subir menos à rede do que alguns dos seus rivais diretos. “Provavelmente isto acontece porque vou menos à rede do que eles”, disparou entre risos, antes de aplicar o seu segredo. “Sou muito rápido a chegar lá e isso permite-me fechar no volley. Não posso ir à rede em todos os pontos como o Roger e por isso não acho que seja o melhor do Mundo”.